Novamente o Praia Clube entra em quadra para disputar o Mundial de Clubes de vôlei feminino, agora contra o Altay, do Cazaquistão.
Nesta quarta (05), à 00h (de Brasília), o time mineiro enfrenta o Altay Volleyball, do Cazaquistão, em disputa pelo Grupo B, na segunda rodada do Mundial de Clubes. O Campeonato está sendo sediado na China.



Na estreia contra o Supreme Chonburi, da Tailândia, o Praia teve uma vitória tranquila por 3 sets a 0 (parciais de 25/22, 25/16 e 25/14). A equipe mineira superou o nervosismo já esperado e deslanchou na parte final do jogo, com grandes atuações de Fernanda Garay e Carol, cada uma com 13 pontos anotados.
Depois da vitória, o treinador avaliou o resultado: “Como toda estreia, foi difícil. A falta de conhecimento mais apurado da equipe adversária dificultou a partida. A nossa equipe se apresentou com o nervosismo elevado no primeiro set, mas conseguimos contornar alguns erros e ganhamos. A partir daí, o jogo fluiu. No segundo e terceiro sets diminuímos a quantidade de erros e fizemos uma boa vitória. Nosso sistema defensivo poderia ter sido melhor, principalmente a defesa, mas foi importante o triunfo e a soma dos três pontos. Agora, é concentrar na segunda partida”, declarou o técnico Paulo Coco.




Disputando pela primeira vez o mundial, o Praia tenta repetir o feito do Osasco em 2012, último clube brasileiro a conquistar o título mundial. O duelo contra o Altay pode garantir a vaga para as fases finais em caso de vitória. Além do Praia Clube, o Minas Tênis Clube também representa o Brasil no Campeonato Mundial de Clubes de Vôlei Feminino.
A equipe do Cazaquistão perdeu para o Eczacibasi, da Turquia, por 3 sets a 0 (parciais de 25/10, 25/11 e 25/15). Para ainda ter chances de classificação, o Altay precisa, pelo menos, pontuar na partida com o Praia, além de sonhar com uma vitória significante na última rodada do grupo.