Na noite desta quarta (13), o Sesc RJ superou o Sesi-SP em disputa pela Superliga Cimed masculina de vôlei 18/19, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) e se mantém líder. A vitória por 3 sets a 0 (31/29, 25/22, 25/23) deixa os cariocas com 25 pontos, seis acima do próprio Sesi-SP e do Sada Cruzeiro (MG), que somam 19 pontos.
O oposto Wallace, foi o maior pontuador do jogo, com 24 acertos. O campeão olímpico também venceu uma votaçao popular e ficou com o Troféu VivaVôlei.



“Fizemos um bom jogo, bastante consistente, sacando forte e defendendo bem. Acho também que eles não jogaram tão bem, mas conseguimos o mais importante, que era o resultado positivo, vencer um adversário direto. Agora é focar no Cruzeiro”, declarou Wallace.
O ponteiro Lipe, do Sesi-SP, lamentou os erros cometidos pelo seu time.
“Foram placares altos, mas erramos um pouco mais do que eles. Estão de parabéns e mereceram a vitória. Tem muita coisa para evoluir nesse confronto e daqui pra frente, poderia ter sido um 3 a 2. Eu vim do banco, vi um volume de jogo bom, equilibrado, mas precisamos evoluir”, avaliou Lipe.
No proximo sábado (15.12), o Sesc-RJ disputa contra o Sada Cruzeiro (MG), no ginásio do Riacho, em Contagem (MG), às 19h30. O Sesi-SP enfrenta o Vôlei UM Itapetininga (SP), também no sábado (15.12), às 13h30, no ginásio Ayrton Senna da Silva, em Itapetininga (SP).



O JOGO

A disputa começou com o Sesc RJ fazendo dois pontos de vantagem no placar, variando os ataques entre Wallace e o búlgaro Penchev, recém contratado. Sem demora, o Sesi-SP empatou e conseguiu a virada. Ambos os times passaram a trocar a liderança mínima após belos bloqueios. Maurício Souza para o Sesc-RJ, Lucas Loh pelo Sesi-SP. Quando o Sesi-SP assumiu novamente a liderança, por 19/18, o técnico Giovane Gávio pediu tempo. O time da casa anotou dois pontos seguidos e virou o placar para 20 a 19, e então foi a vez do técnico Rubinho parar o jogo. A partida ficou bem acirrada, sem que nenhuma equipe abrisse dois pontos, passando da marca do 25º. Só após muita disputa, o time da casa anotou 31/29 com o central Barth e conseguiu fechar a primeira parcial.




O segundo set também foi equilibrado, com muito volume defensivo. O time carioca teve um ponto de vantagem em 17/16 e, no bloqueio de Éder, deixou o placar igual. Neste momento, Giovane pediu tempo. O Sesc-RJ conseguiu marcar dois pontos a frente justamente na reta final, quando Wallace atacou forte na diagonal e logo na sequência explorando o bloqueio, anotando 24/22. O técnico Rubinho pediu tempo. Não adiantou, pois o Sesc RJ fechou em ataque de Maurício Souza: 25/22.
O Sesi-SP, abre o terceiro set com 5/3, porém, com bons saques, inclusive um ace de Japa, o Sesc RJ vira o placar para 8/7. Após outro ace, de Wallace, o técnico Rubinho pediu tempo com 12/9 de desvantagem. O Sesc-RJ não deixou o ritmo cair e ampliou ainda mais a vantagem em bloqueio de Maurício Souza sobre Lipe: 16/12.
O Sesi-SP apresentou dificuldades na linha de passe, não conseguiu volume para reduzir a desvantagem e igualar o placar. O Sesc RJ, no entanto, manteve a virada de bola constante. O primeiro match point veio em ataque de Maurício Souza: 24/21. O Sesi-SP salvou o primeiro e o segundo, fazendo o técnico Giovane pedir tempo. Mas erro de saque de Lipe deu placares finais do jogo, encerrando o terceiro set por 25/23.




Outros resultados da noite

O Sada Cruzeiro (MG) fez uma ótima disputa e superou o EMS Taubaté Funvic (SP), mesmo na casa do adversário, por 3 sets a 0 (16/25, 23/25 e 24/26). Os mineiros contaram com o oposto Luan premiado com o Troféu VivaVôlei, conquistado por votaçao popular. Já o EMS Taubate Funvic, teve o maior pontuador da partida, o oposto Abouba, que marcou 15 vezes.
Na terra do adversário, o Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) venceu o São Judas Voleibol (SP) por 3 sets a 0, com parciais de 25/23, 25/18 e 25/22. Apesar da derrota de sua equipe, o oposto Szot foi o maior pontuador ao marcar 12 pontos. E o libero Daniel, da equipe paranaense, foi premiado como o melhor jogador da partida.



O Vôlei Renata (SP) venceu o Caramuru Vôlei (PR) por 3 sets a 0 (25/21, 25/21 e 25/15), tendo como destaque o central Vini, que foi eleito o melhor do jogo e, recebeu o Troféu VivaVôlei. Apesar de seu time ter sido superado, o ponteiro Jonatas foi o maior pontuador da partida, com 14 acertos.
E, por último, o Vôlei UM Itapetininga (SP) esteve na casa do adversário e venceu o Corinthians-Guarulhos (SP) por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/22, 23/25, 22/25 e 15/11. O oposto cubano Sanchez foi escolhido pela comissão técnica do seu time como o melhor em quadra e recebeu o Troféu VivaVôlei, e ainda foi o maior pontuador da disputa, com 21 acertos.

SUPERLIGA CIMED MASCULINA 2018/2019

NONA RODADA DO TURNO

12.12 (QUARTA-FEIRA) – Sesc RJ 3 x 0 Sesi-SP (31/29, 25/22, 25/23)

12.12 (QUARTA-FEIRA) – Corinthians-Guarulhos (SP) 2 x 3 Vôlei UM Itapetininga (SP), às 20h, no ginásio Ponte Grande, em Guarulhos (SP) (22/25, 22/25, 25/23, 25/22 e 11/15)

12.12 (QUARTA-FEIRA) – Vôlei Renata (SP) 3 x 0 Caramuru Vôlei (PR) (25/21, 25/21 e 25/15)

12.12 (QUARTA-FEIRA) – São Judas Voleibol (SP) 0 x 3 Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) (23/25, 18/25 e 22/25)

12.12 (QUARTA-FEIRA) – EMS Taubaté Funvic (SP) 0 x 3 Sada Cruzeiro (MG) (16/25, 23/25 e 24/26)

13.12 (QUINTA-FEIRA) – Fiat/Minas (MG) x São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão (SP), às 20h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG)