A oposta Tandara, através de sua conta no Instagram, falou sobre a situação de sua lesão no tornozelo, na noite desta terça-feira (04). Há 23 dias ela torceu o pé após uma tentativa de bloqueio, a oposta da Seleção Brasileira feminina de vôlei, explicou como está sendo sua recuperação.







Nos últimos dias, para cuidar da lesão no tornozelo de maneira mais específica, Tandara levou para a China o fisioterapeuta Alexandre Ramos, o “Urso”, que teve passagem pela Seleção Brasileira de vôlei feminino entre 2010 e 2017, e cuida da oposta há 15 anos. Para Alexandre, a evolução da atleta é boa, mas não existe previsão para volta.
“A Tandara tem evoluído bem, tem respondido bem para tudo que nós estamos fazendo, tiramos o robofoot (bota ortopédica) ontem e não é segredo que ela é muito forte fisicamente. Mas ela também tem um histórico de lesões no pé, o que nós faz ter cuidado. Quem vai nos passar o prazo para volta é a Tandara, estima-se 2 a 3 meses de recuperação o que pode ser encurtado, mas enquanto ela não estiver com força e estabilidade no local da lesão ela não volta”, declarou o fisioterapeuta.




Ansiosa para o retorno aos treinamentos e para os jogos, Tandara detalhou como vem sendo os últimos dias da recuperação na China, com a estrutura oferecida pelo Guangdong Evergrande e a presença do fisioterapeuta de sua confiança.
“Tenho treinado em dois períodos, de manhã faço mais academia e fisioterapia por cerca de quatro horas. De tarde faço mais duas na piscina, onde aliás consegui dar os primeiros saltos ontem e não tive dor, só um pouco depois, mas em um nível suportável e esperado”, comentou Tandara.